Queda do PIB do Brasil em 2020 pode continuar influenciando a economia em 2021?

Segundo o ministério da economia, o produto interno bruto (PIB) sofrerá uma queda de 4,7% no Brasil, destacando “forte retomada” da atividade no atual trimestre, apesar da expressiva contração verificada entre os meses de abril e junho, ao mesmo tempo em que ajustou para coma suas contas para a inflação. 

Apesar do secretário especial de Fazenda, o Waldery Rodrigues, ter pontuado recentemente que ela seria revisada neste mês pós a percepção de que o maior impacto seria por conta da crise em que o país enfrenta devido o coronavírus, a perspectiva para o PIB seguiu inalterada. 

“O desvio padrão das projeções para a variação interanual do terceiro trimestre coletadas pelo Focus é de 2,4 pontos percentuais. Isso significa que, utilizando a mediana da projeção do PIB divulgada em 4 de setembro para este trimestre e a variação de um desvio padrão, o intervalo de crescimento do PIB trimestral é de 4,0% a 8,8%, considerando o ajuste sazonal”, pontuou a Secretaria de Política Econômica (SPE) em nota, avaliando os resultados do segundo trimestre. 

Em 2020, a previsão do mercado financeiro para a queda do PIB foi de  5,11% para 5,05 %. Já para 2021, a expectativa é de crescimento. Segundo especialistas, o crescimento segue em  3,50%, a mesma previsão há 17 semanas consecutivas.

Avaliando anos à frente, o mercado financeiro fez uma projeção de 2,50% do PIB em 2022 e 2023.

Como a queda do PIB pode influenciar a economia?

Como visto anteriormente, especialistas já estão analisando o Produto Interno Bruto (PIB) em 2021. Para este ano, a conta para o PIB foi mantida em alta de 3,2%, com a projeção para a inflação caindo a 2,94%, de 3,24% antes. Com isso, espera-se que o avanço de preços na economia fique ainda mais longe do centro da meta de inflação para 2021, que é de 3,75%, com margem de 1,5 ponto para mais ou para menos. (Com Reuters).

Especialistas já estudam o desafios que os brasileiros terão que enfrentar devido a queda do PIB. Abaixo, listamos os principais desafios:

Desemprego

Segundo o Governo, a queda do PIB poderá aumentar o desemprego no Brasil. Umnovo valor do salário mínimo já é previsto para este ano, assim como também o salário do comérciol 2021!

Pobreza

Segundo o governo, haverá aumento da pobreza e da pobreza extrema no país.

Crédito

Será necessário mudanças na legislação de crédito, especificamente na necessidade de “aumentar a previsibilidade na execução de garantias”.

Falência

Para combater o aumento do número de empresas que irão declarar falência,o ministério considera “fundamental” uma nova lei de falências.

Afinal, o que é PIB?

PIB é a sigla utilizada para abreviar o Produto Interno Bruto. Ele representa a soma de todos os bens e serviços finais produzidos numa determinada região (seja ela cidade, estado ou país), durante um período determinado de tempo. 

Especialistas costumam dizer que o PIB é um dos indicadores mais utilizados na macroeconomia com o objetivo de quantificar a atividade econômica de uma região. Ele é um dos indicadores mais importantes para a economia de uma cidade, estado ou país. 

Para o cálculo do PIB, considera-se apenas bens e serviços finais, excluindo assim, todos os bens de consumo de intermediário. Tudo isso é com o objetivo de evitar o problema da dupla contagem, que acontece quando os valores gerados na cadeira de produção aparecem contados duas vezes na soma.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *